воскресенье, 26 мая 2013 г.

Que música se pode ouvir nas ruas da Rússia?

A música clássica

A escola clássica russa ainda é forte, os músicos russos são influentes no cenário mundial, mais na Rússia depois do colapso da URSS, todas as infra estruturas vivem certa degradação, entre outras, a infra estrutura da música clássica - em Moscou vocês podem ver as orquestras inteiras tocando música clássica nos corredores do metrôs, pedindo esmola. É impressionante.

As bandas de jazz são mais adaptáveis por suas relações tradicionais com o mercado das boates... Há varias bandas de jazz tocando nas ruas de Moscou... Lamentavelmente muitos músicos desse ramo se arruinam por bebida. Eu contratei uma banda desse tipo para o meu casamento))

video

A múscia de Chanson

Chanson é um gênero de canções dos criminosos que é muito popular agora, depois do colapso da URSS. Essa subcultura foi reprimida na época soviética e agora tem um ar de dissidencia, de martírio político.  É uma música péssima que reflete a decadência cultural...

Ao mesmo tempo essa música tem uma longa história desde época dos czares e por isso, temos várias obras-mestras de chanson, as quais ja formam o nosso código cultural.


O rock

É importante dizer, que essa música era revolucionária nos anos 90. Os músicos de rock eram uns fabricadores de opinião... Mas agora os ideais de Perestroika cheivaram o povo à beira da morte e os ex fabricadores de opinião se tornaram os palhaços de oligarquia... Por isso o rock russo  não tem aquela autoridade dos anos 80-90... Ao mesmo tempo os dinossauros do rock russo ainda são muito populares. Essas canções se cantam nas ruas. Sobre todo na rua Arbat de Moscou.

Um dos roqueiros mais famosos nos anos 90 foi um tal Viktor Tzoi de São Petersburgo (um símbolo da Perestoika, já falecido) - esse músico se tornou tão popular que agora  muitos músicos de rua que continuam a cantar as suas canções na sua maneira característica. Assim, no dia da sua memória (15 de agosto) se pode ver dezenas de "clones" desse Viktor Tzoi em toda parte.


Outro músico lendário dos últimos anos foi Yegor Létov, um punk da Sibéria que depois da Perestoika se tornou nacinal-bolchevique (junto com escritor Eduard Limónov fundaram o partido Nacional-Bolchevique da Rússia). Esse músico é o mais interessante como um gênio típico russo, usava motivos folclóricos na sua obra -


 O grupo  mais influente durante os últimos 10 anos é LENINGRAD


Temos muitos seguidores de LENINGRAD que normalmente usam instrumentos de vento e gostam de adornar as suas melodias com os motivos orientais. Essas bandas normalmente tocam nos parques durante os eventos da escala nacional...


Claro que os eventos oficiais na Rússia são acompanhados pelas orquestras militares. Assim, que essas orquestras também fazem parte do ambiente de festa na Rússia.

Tradicionalmente, nós, os russos somos admiradores da música de sinos. Para essa "sinoterapia" os músicos russos inventaram um novo tipo de sino - "sino plano" de cobre. Agora os seus sinos são mais portáteis e por isso se pode ouvir a música de sinos em parques.



Além disso, se vocês são amantes de história da música, posso recomendar-lhes o Museu da cultura musical Glinka e e Museu da Harmónica Russa.

Eu indiquei só as dimensões gerais da música de rua, mas também temos muitos movimentos interessantes marginais - Reggae, Rap, música psicodélica, digital etc. que também estão presentes no ambiente urbano da Rússia.

понедельник, 13 мая 2013 г.

era melhor no comunismo?

As repostas comuns às perguntas comuns:

Os Russos segundo Angelo Segrillo

Este livro é bom para começar a conhecer a Rússia, mas também é verdade que o autor viveu na Rússia na época de agonia, nos anos 80 - por isso o livro é cheio das ideias y modelos típicos para os anos 1980-90, quando os mesmos intelectuais russos, em sua maioria, sofreram de um transtorno do "sistema imune", resultado da derrota na Guerra Fria.

As coisas mais interessantes do livro são as próprias experiências da vida na Russia do autor - os paralelos que ele faz entre os russos e os brasileiros.



Depoimento de Angelo Segrillo no Senado Federal sobre a Russia:


пятница, 3 мая 2013 г.

Os Vikings Como Fundadores do Estado Russo

Segundo a assim chamada "teoria normanda" o proto-estado dos russos - a Rússia de Kiev - foi criado pelos vikings suecos que fundaram a primeira classe governante dos russos, a dinastia dos Rúrikovich.

um viking de origem francesa naturalizado russo
Os críticos da teoria normanda dizem que a sua origem radica-se numa confusa interpretação de uma única crônica. Na realidade, os vikings estavam na mesma fase de desenvolvimento que os russos e juntaram-se ao processo da formação de seu estado. Seja como for, é verdade que segundo uma única crônica os vikings foram convidados a trabalhar na Rússia de Kiev, mas também é verdade que eles não conquistaram a Rússia, não a colonizaram e a coisa mais importante é que eles ficaram totalmente "russificados". A Rússia não tem elementos normandos.

среда, 1 мая 2013 г.

Instrução para a história russa


A Rússia, uma fronteira entre os mundos ocidental e oriental, foi submetida a várias conquistas: ocupação de mongóis (XIII-XV), cruzadas de cavalheiros alemães (XIII), ataques dos suecos/poloneses (XVII), etc. Entretanto, as agresões mais fortes foram a campanha de Napoleão que trouxe consigo mais da metade dos povos europeus (XIX) e a guerra de Hitler para o qual trabalhava e guerreava toda Europa (XX).


Como a Russia faz parte do Ocidente, o fator de epidemias não aparece nas conquistas da Rússia (que foi decisivo para as Américas), no nosso caso as vitórias sempre são uma questão de equilíbrio das forças militares, econômicas e espirituais. Os russos quase sempre ganhavam e assim para o século XX a Mãe Rússia passou de uma perifería mundial a um Ocidente alternativo.

Mas é lógico que os povos cujas agressões ficaram frustradas conservam nas suas ideologias os elementos russofobos, não é? 

Além disso depois de ter perdido a Guerra Fria ante EUA (outro pólo do Ocidente) a Rússia já não pôde resistir. A mitologia rusófoba esta activada por todas partes (principalmente na mesma Rússia).

Para um fascista da Espanha os russos são sub-humanos cegos de vodka e dirigidos pelos judeus.

Ao mesmo tempo para um judeu da Espanha os russos são anti-semitas ...cegos de vodka y dirigidos pelos fascistas.

De qualquer maneira todos se coincidem que os russos pelo menos devem ser bárbaros, que precisam de um patrocínio exterior (igual a qualquer colônia).

Imaginem que muita gente na mesma Rússia mesmo a nivel de governo pensa assim ("quinta coluna")! 

A crise de auto identificação dos russos é conveniente para os que querem aproveitar das riquezas do país rebelde.



redacção dos Perle Noire e vn (http://lang-8.com)